quinta-feira, 29 de outubro de 2009

.......................................................................................................



"A cultura pós-moderna é descentrada e heteróclita, materialista e psi, 
porno e discreta, inovadora e rétro, consumista e ecologista, 
sofisticada e espontânea, espectacular e criativa; e o futuro não terá, 
que decidir a favor de uma destas tendências, mas pelo contrário, 
desenvolverá as lógicas duais, a co-presença flexível das antonomias."


in "A era do vazio", ensaio sobre o individualismo contemporâneo, 
por Gilles Lipovetsky,  edição portuguesa Relógio de Água


É o, chamo-lhe, 'cool'ciliadorismo... do verbo, e estrangeirismo-pop 'cool'ciliar... 
No, daddy-baby future, I won't be that cool.


Também foi publicado recentemente o livro "cool capitalism" por Jim MacGuigan:

"Thomas Frank coined the term 'the conquest of cool'. MacGuigan's book shows how this conquest 
is at the heart of the dynamics of contemporary capitalism.
Jim McGuigan argues that 'cool capitalism' incorporates disaffection into capitalism itself,
absorbing rebellion and thereby neutralising opposition to the present system of culture and society.
McGuigan explores a huge variety of cultural examples, from the sleek images 
of mainstream advertising, to the fringes of artistic production, 
offering a vigourous critique of our understanding of subversion, resistance and counter-culturalism. "


Sem comentários:

outros dias do caderno