sábado, 1 de agosto de 2009
























"Approaching Puberty"
Max Ernst, 1921, (private collection)




"Só as crianças solitárias podem guardar consigo toda a sua paixão;
(...)

"Com muito prazer" - disse eu, de todo o coração, achando isso muito natural.
(...)

Eu não tinha uma linha de ti, de ti, a quem dera a minha vida.
(...) 
Não sabia se me havias, enfim, reconhecido, 
ou se me desejavas como a uma mulher que não tinhas ainda tido nos braços.
(...) uma nova mulher,
(...)
- Estás livre, agora? - perguntaste-me com certa hesitação.
(...)

- Volta-se, mas esquece-se.
(...)
Agradeço-te... (...) ...adeus!"


Stefan Zweig,
in "Carta de uma desconhecida" 
" 'Amok' e 'Carta de uma desconhecida' ", 16ª edição, Livraria Civilização - Editora, Porto, 1974

Sem comentários:

outros dias do caderno